Confira os principais sintomas, formas de tratamento e prevenção do câncer de mama, doença que atinge 28% das mulheres no Brasil.

câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo. No Brasil, quase 60 mil casos foram detectados só no último ano. A taxa é de 56,2 casos para cada 100 mil mulheres. Esse é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres depois do câncer de pele.

Outubro Rosa é um movimento que acontece internacionalmente durante todo o mês e tem por objetivo ressaltar a necessidade da prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama.

Teve início na década de 1990, nos Estados Unidos, onde os estados faziam ações isoladas sobre o assunto. Com a posterior aprovação do Congresso Americano, outubro tornou-se o mês nacional de prevenção contra o câncer de mama no país.

Para mobilizar a população americana sobre a importância da ação, as cidades começaram a se enfeitar com laços cor de rosa. A ideia foi lançada pela Fundação G. Komem for the Cure e os laços foram dados aos participantes da primeira Corrida pela Cura, em Nova Iorque, em 1990. Depois disso, os laços passaram a ser distribuído em locais públicos, corridas, desfiles de modas e outros eventos.

No Brasil, o primeiro sinal de envolvimento com o Outubro Rosa aconteceu em outubro de 2002, quando o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, foi iluminado com a cor. Em outubro de 2008 o movimento ganhou ainda mais força e várias cidades brasileiras abraçaram a causa.

Detecção precoce do câncer de mama

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando as chances de tratamento e cura. Todas as mulheres, independente da idade, devem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelo próprio autodiagnóstico.

Principalmente para as mulheres de 50 a 69 anos é recomendado que a mamografia de rastreamento seja feita a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

A mamografia é uma radiografia das mamas feita por um equipamento de raio X chamado mamógrafo, capaz de identificar alterações suspeitas. Os principais benefícios do exame são:

  • Encontrar o câncer no início e permitir um tratamento menos agressivo.
  • Grandes chances de cura do câncer de mama, em função do tratamento precoce.

No entanto, alguns pontos devem ser levados em consideração ao fazer o exame. O resultado positivo requer atenção e um novo exame para verificar sua veracidade, assim como o negativo, por isso é imprescindível o acompanhamento médico em todo esse processo.

Sinais e sintomas

É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal, seja no banho, na troca de roupa ou qualquer outra situação do cotidiano, observando os dois seios em frente ao espelho, se há alguma diferença de tamanho, a posição e a forma do mamilo. Essa observação valoriza a descoberta casual de pequenas alterações mamárias.

Os principais sinais e sintomas do câncer de mama são:

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, pode ser, indolor.
  • Pele da mama avermelhada e retraída.
  • Alterações no mamilo, como com sinais de vermelhidão e coceira.
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço.
  • Saída espontânea de líquido dos mamilos.

As mulheres devem procurar o mais rápido possível um serviço médico para avaliação e diagnóstico ao identificarem alterações persistentes nas mamas. Nem sempre as alterações podem ser câncer de mama, muitas vezes formamos nódulos pelo inchaço de algumas glândulas mamárias, por isso é importante visitar o ginecologista anualmente.

Como prevenir o câncer de mama

Aproximadamente 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a prática de hábitos saudáveis como:

  • Praticar exercícios físicos regularmente.
  • Ter uma alimentação saudável.
  • Manter o peso corporal adequado.
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Amamentar.

O que aumenta o risco

Há várias causas para o câncer de mama. A idade é um dos mais importantes fatores de risco para a doença. Cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos. Outros fatores que podem aumentar o risco da doença são:

Fatores ambientais e comportamentais:

  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa.
  • Falta de exercícios físicos (sedentarismo).
  • Consumo de bebida alcoólica.
  • Muita exposição frequente a raios X.

Fatores de história reprodutiva e hormonal

  • Primeira menstruação antes dos 12 anos.
  • Não ter tido filhos.
  • Primeira gravidez após os 30 anos.
  • Uso de contraceptivos hormonais.
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

Fatores Genéticos e hereditários

  • História familiar de câncer de ovário.
  • Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos.
  • História familiar de câncer de mama em homens.

câncer de mama de caráter genético/hereditário corresponde a apenas 5% a 10% do total de casos da doença. E homens também podem ter câncer de mama, mas somente 1% do total de casos é diagnosticado neles.

O resumo de tudo isso e a nossa mensagem principal, não só nesse mês em especial, mas em todo o ano é: cuidado! Diagnóstico precoce e tratamento são combinações fundamentais para prevenção e cura do câncer de mama. Podemos reverter o alto número de tratamentos tardios de casos de câncer de mama no Brasil com algumas das medidas preventivas citadas. O Outubro Rosa é uma ação para lembrarmos dessa doença e termos ainda mais atenção.

Baixe o aplicativo do Salus agora mesmo e agende uma consulta médica por preço mais acessível. Precisa de um exame? Também é possível solicitar no nosso App. É rápido, fácil e o uso é gratuito!

Nesse mês temos também uma campanha especial do Outubro Rosa: você faz uma mamografia por R$80 e ganha uma massagem relaxante, ou uma sessão de limpeza de pele, ou uma sessão de nutrição facial da Lip Depil. Confira e aproveite!

Sem comentários.