Uma boa aparência, um belo sorriso e a autoestima lá em cima, quem não quer ter tudo isso?

Mas às vezes aparecem complicações em nosso organismo que podem afetar nossa aparência e principalmente nossa saúde.

Já ouviu falar ou já teve herpes bucal?

Segundo a OMS, (Organização Mundial de Saúde), a herpes bucal atinge 67% da população com menos de 50 anos, e em média aparece de 4 a 6 vezes por ano.

O herpes labial é uma doença infecciosa causada principalmente pelo vírus HSV1, e infelizmente não tem cura. Uma vez que o vírus se instalou no organismo ele fica adormecido e pode voltar diante de diversos fatores.

Um desses fatores é o excesso de exposição ao sol, os raios ultravioletas podem ativar o vírus do herpes causando o surgimento de bolhas pequenas e doloridas na boca. Além da exposição ao sol, o estresse é também um fator ativador do vírus, além da má alimentação e sono ruim, ou seja, situações de baixa imunidade que estimulam a manifestação do vírus.

Os sintomas do herpes labial são inicialmente percebidos através de uma leve coceira e ardor que ocorrem horas antes de surgirem às lesões que a caracterizam. Essas lesões são as pequenas bolhas, chamadas vesículas, que ficam agrupadas com característica avermelhada e inchadas na região afetada.

Em alguns casos, as bolhas podem infeccionar causando pus e, após seu rompimento, geram pequenas feridas que ficam levemente expostas.

O herpes bucal é uma doença altamente contagiosa e, em alguns casos, bem dolorosa. O vírus se manifesta ao redor da boca e, geralmente costumam desaparecer por conta própria após uma ou duas semanas, no máximo.

Mas como tratar essa doença?

O tratamento habitual para o herpes labial consiste-se na aplicação tópica de medicamentos, usualmente na forma de cremes que devem ser aplicados no local das lesões.

Os cremes contra herpes são compostos muitas vezes de um agente antiviral, o mais conhecido e entre os mais eficazes está o princípio ativo aciclovir.

Existem cremes a base de sulfato de zinco, à venda em farmácias, que servem para desinfetar e secar as vesículas herpéticas. Estes medicamentos geralmente devem ser aplicados logo no início do aparecimento herpes.

Os tratamentos disponíveis atualmente contra o herpes labial tratam apenas os sintomas e não a causa, sendo assim, os tratamentos devem ser repetidos sempre que a doença reaparecer, desde os primeiros sinais.

A erva-cidreira, graças a seus óleos essenciais, aplicada como pomada sobre as vesículas do herpes labial pode exercer um efeito antiviral e pode causar um alívio.

Atenção, se os sintomas do herpes se mantiverem por mais de duas semanas procure um médico.

Dicas para quando a herpes se manifestar:

  • Aplique cubos de gelo sob a ferida do herpes por alguns minutos ajuda reduzir a dor e diminuir o ritmo de desenvolvimento do vírus.
  • Evite beijar pessoas, principalmente quando tiver ferimentos aparentes, pois a contaminação será certa.
  • Aplique os cremes antivirais desde os primeiros sintomas, quanto antes melhor!
  • Evite coçar ou tocar as vesículas, e importante, não toque os olhos.
  • Evite furar as vesículas.
  • Lave as mãos após manipular as feridas, pois pode infectar outras partes do corpo.
  • Não mantenha contato com crianças pequenas ou atingidas por eczemas.
  • Após o desaparecimento das crostas é aconselhável aplicar um creme desinfetante ou creme a base de lisozima várias vezes ao dia.
  • Tenha cuidado com as lentes de contato, não as umidifique com saliva, a fim de evitar risco de contaminação do olho.
  • Aplique mel sobre ferimentos de herpes, segundo pesquisadores de Dubai, o mel seria tão eficaz quando os medicamentos a base de aciclovir.

Não dê motivo para o aparecimento do herpes. Tenha uma alimentação saudável, repleta de verduras, legumes, frutas e bons nutrientes, que afastará a sua manifestação. Visitas regulares ao médico para fazer um check-up também são importantes para manter a imunidade alta, ficar longe de complicações e manter autoestima lá em cima.

Já baixou o nosso aplicativo Salus? Instale agora mesmo em seu aparelho e agende um check-up!

Sem comentários.