Você já ouviu falar de quiropraxia? Embrionária dos Estados Unidos e atribuída a Palmier, em 1895, a técnica tem aperfeiçoado os métodos no tratamento das dores crônicas e na regeneração, prevenção e tratamento de atletas.

Mas quem pode ser manipulado pela quiropraxia? A resposta é única: não há limites para uma pessoa ser manipulada. Não importa a idade, o biotipo e a extensão da dor.

A quiropraxia é uma profissão na área da saúde que se dedica ao diagnóstico, tratamento e prevenção das lesões musculoesqueléticas, além de ser um tratamento para melhorar a mobilidade das articulações, potencializando a função neurológica.

Por intermédio de testes neurofuncionais e ortopédicos, o quiropraxista avalia a função das articulações, especialmente as da coluna, com o intuito de investigar a interação entre todos os movimentos do corpo humano para mapear quais regiões podem estar sobrecarregando outras.

Brasil e Estados Unidos: realidades inversas

No Brasil, a quiropraxia ainda é alvo de muita resistência, situação bem diferente do que ocorre nos Estados Unidos, em que, antes mesmo de ser avaliado por um médico especialista, o paciente é avaliado por um quiropraxista.

Entretanto, a técnica tem sido uma grande aliada de atletas de diversos esportes para acelerar a recuperação muscular, para o ganho de força e flexibilidade, melhora do sono, além do tratamento de eventuais lesões.

As técnicas de ajuste das articulações prometem devolver imediatamente parte do movimento perdido ao longo dos anos e com algumas sessões é possível restaurar funções neurológicas importantes que aliviam dores, melhoram a força muscular, função dos órgãos e o sono, que é um sinal importante na melhoria de qualquer condição física.

Quiropraxia nos Jogos Olímpicos

Nos Jogos Olímpicos de 2016, por exemplo, a equipe médica da Seleção Brasileira de diversas modalidades contou com cinco quiropraxistas que integraram parte do time médico. Já a equipe dos Estados Unidos, recordista em medalhas, contou com um quiropraxista como chefe de toda equipe médica.

Mas por que usar a quiropraxia para o tratamento e prevenção?

A quiropraxia é o método mais eficaz na regeneração e recuperação dos atletas, por causa da importância do uso de técnicas sem efeito colateral e de efeito imediato, sem uso de medicamentos.

Usain Bolt, Anderson Silva, Rogério Minotouro, Michael Phelps e praticamente todos os atletas de ponta têm seus quiropraxistas, pois entendem que a técnica é indicada para o tratamento de qualquer tipo de doença.

Anderson Silva, do MMA, por exemplo, se recuperou após uma lesão no pé. As sessões deram a ele a volta aos movimentos, e posteriormente, a volta aos rings.

Em uma consulta com um quiropraxista, são avaliadas e corrigidas as áreas com déficit de movimento, os músculos com déficit de contração e investiga-se quais regiões da coluna podem estar relacionadas a alterações viscerais, como no intestino, por exemplo, que geralmente tem sua função alterada por desgaste lombar. Os nervos que enviam estímulo para ele emergem desta região.

Em casos de dores não relacionadas a alterações musculoesqueléticas e ao desgaste degenerativo, os pacientes são encaminhados para atendimento médico especializado.

Quer agendar uma consulta com Quiropraxista? Clique aqui https://www.salusapp.com/consultas/38

Sem comentários.