Quando o bom profissional precisa escolher onde vai trabalhar, um dos diferenciais que pesam na decisão é o benefício oferecido por sua saúde e pela de toda sua família.

O plano de saúde é a alternativa convencional nesses casos. Mas é um tanto onerosa às empresas que precisam investir para se manterem competitivas e nem sempre é vantajosa para seus colaboradores, por conta de carências, coparticipações altas, demora para conseguir um agendamento por conta da cota de atendimentos estipuladas por profissionais e a ausência de algumas especialidades fundamentais para uma boa manutenção da saúde física e mental.

Por outro lado, as Pequenas e Médias Empresas (PME) de Bauru podem oferecer a seus colaboradores os serviços da startup Salus, sem ter um custo fixo para isso independente se forem utilizados ou não.

São mais de 20 especialidades médicas, checkups completos de acordo com as reais necessidades e dezenas de exames particulares a preços populares, sem carência, sem mensalidade e sem taxa.

Não é convênio médico, mas oferece uma incrível conveniência

Por não ser um convênio médico, não é gerado custo fixo às empresas participantes.

E oferece ainda mais conveniência aos colaboradores e familiares porque é eliminada qualquer necessidade de ter que ligar ou mesmo ir a algum estabelecimento para marcar sua consulta ou exames médicos.

Os agendamentos podem ser feitos com poucos cliques no aplicativo Salus, disponível gratuitamente para as plataformas iOS e Android.

Caso não seja possível, há também a possibilidade de agendamentos pelo site ou central de atendimento. E há quem prefira fazer via redes sociais, mandando mensagem reservada na fanpage do Facebook.

E como funciona?

A empresa contribui com um percentual de 10% a 100% de apoio ao seu colaborador ou familiar em cada consulta ou exame realizado pelo Salus.

O preço da consulta ou procedimento agendado a partir do Salus deve ser pago pelo paciente ou usuário diretamente na clínica ou laboratório médico. Somente no mês seguinte ao do atendimento é que a empresa deve restituir o percentual acordado ao colaborador.

Outro ponto a ser considerado como um grande diferencial sobre os planos de saúde é não haver reajuste por sinistralidade devido ao consumo de serviços médicos, nem qualquer tipo de aumento mensal/anual.

Simulação do Salus em sua empresa

Portanto uma empresa que auxilia seu funcionário com 30% de ajuda em seus gastos com o Salus, considerando o valor médio de procedimentos do Salus e a média nacional anual de necessidades por paciente, terá um gasto de R$ 20,63 por mês para cada funcionário. As consultas variam de R$ 40,00 a R$ 120,00.

O único custo além do auxílio oferecido pelas empresas é de R$ 30 por funcionário para a implantação, pago uma única vez e que pode ainda ser parcelado em 2 vezes.

Por que devo cadastrar minha empresa no Salus Empresas?

Ao fornecer uma alternativa de acesso ao agendamento de consultas e exames médicos com preços populares e com um subsídio da empresa, é gerada uma vantagem real aos colaboradores da empresam, o que aumenta significativamente a produtividade, engajamento, confiança e satisfação com a instituição.

Sem comentários.