Chegar em casa e poder relaxar, assistir televisão, ver um filme, esperar ansiosamente pelo final de semana para se desligar do mundo e desestressar. Quem nunca passou por isso? Levamos uma vida corrida, com tempo para nada e cheios de atividades.

Mas o que fazer para tirar totalmente o estresse do nosso corpo e da nossa mente?

Para combater de forma eficaz é preciso ativar resposta de relaxamento natural do corpo, que é possível através de técnicas de relaxamento como a respiração profunda, meditação, exercício rítmico e yoga.

O estresse não é apenas uma coisa ruim, até certo ponto ele traz mais eficiência para tarefa a ser executada seja no trabalho, no esporte ou em uma situação de risco. Pois algumas reações do estresse é liberar adrenalina, taquicardia, dilatar a pupila, aumentar o foco, a frequência respiratória e a atenção cerebral, além de jogar mais sangue para o cérebro, coração e pernas. O estresse passa a ser perigoso quando interrompe o estado saudável de equilíbrio do sistema nervoso.

Quando o estresse aumenta o sistema nervoso se sobrecarrega com as substâncias químicas que preparam o corpo para a luta ou fuga, de modo que a mesma resposta ao estresse pode nos salvar em situações de emergência em que seja necessário agir com rapidez. Mas pode ser muito prejudicial quando ativada constantemente pelas tensões da vida cotidiana.

O relaxamento pode frear este elevado estado de preparação e levar o corpo e a mente a um estado de equilíbrio. Existem várias técnicas de relaxamento que podem ajudar o sistema nervoso a encontrar esse equilíbrio mental. Mas a maioria delas requer prática e especialistas recomendam praticar entre 10 e 20 minutos por dia para aliviar o estresse.

Uma dessas técnicas é a respiração profunda, é simples, mas potente para o relaxamento. É fácil de aprender, pode ser praticada em qualquer lugar e proporciona uma forma rápida de ter os níveis de estresse sob controle.

A respiração profunda é considerada a pedra angular de muitas técnicas de relaxamento e pode ser combinada com outros elementos de relaxamento como a aromaterapia e a música.

A chave certa da respiração profunda está em respirar profundamente a partir do abdômen e conseguir a maior quantidade de ar possível, permitindo assim, inalar mais oxigênio, e quanto maior é a quantidade de oxigênio inalada, menor é a tensão, a sensação de ansiedade e falta de fôlego.

Dica: para respirar profundamente, sente-se de maneira confortável com a coluna ereta e coloque a mão sobre o peito e a outra sobre seu estômago. Respire pelo nariz e sinta mão sobre o estômago se levantar, a mão que está sobre o peito deve mover-se muito pouco. Em seguida, expulse o ar devagar pela boca, empurrando tanto quanto possível enquanto contrai os músculos abdominais. A mão sobre o estômago deve mover-se muito pouco. Continue inspirando ar pelo nariz e expirando pela boca.

Se preferir, faça esta técnica deitado no chão. Coloque um pequeno livro sobre o estômago e respire para que o libro se eleve na medida em que inspirar o ar e baixe ao expirar.

Repita essa técnica por no mínimo 10 minutos, aos poucos você irá sentir a diferença em seu corpo.

Algumas pessoas usam outras técnicas para aliviar o estresse, como a atividade física, palavra cruzada, leitura, ioga e demais técnicas que fazem com que nosso corpo e nossa mente se sintam mais leves e relaxados.

Estudos mostram que o estresse faz com que a gordura se acumule em torno da barriga, além de deixar a pessoa mal humorada, afetar a pele e pode até levar ao AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Está passando por momentos de estresses em casa ou no trabalho? Inspire e expire, essa simples técnica pode ajudar a sua saúde.

Quer saber também outra forma de aliviar o estresse? Confira nosso artigo sobre massoterapia.

Sem comentários.