Todo mundo já tomou vacinas, seja na infância, na adolescência e até mesmo na vida adulta. Aquela picadinha que todo mundo quer fugir, mas que é superimportante para prevenção de doenças.

Mas você sabe por que precisamos nos vacinar? Qual a importância da vacina para o nosso organismo?

Não?! Então vamos descobrir…

As vacinas são substâncias que têm a função de estimular nosso corpo a produzir respostas imunológicas a fim de nos proteger contra determinada doença.

Como a vacina reage em nosso organismo?

Quando nos vacinamos, apresentamos ao nosso corpo um antígeno até então desconhecido. Então, o corpo passa a produzir anticorpos contra ele. Nesse primeiro momento, a produção de anticorpos é relativamente lenta. E além da produção de anticorpos, o organismo produz células de memória, ou seja, células que ao serem expostas novamente ao mesmo antígeno, serão capazes de produzir anticorpos.

Com a presença de células de memória, uma pessoa vacinada consegue que seu corpo atue com a imunidade mais rápida, evitando que a doença se desenvolva. Assim, a vacina atua como um agente preventivo, devendo ser utilizada antes do contágio. Ela é considerada uma forma de imunização ativa, pois estimula nosso organismo a produzir substâncias de defesa.

Por que a vacinação é importante? Confira os 5 principais tópicos da importância da vacina.

  • Redução dos números de casos de doenças infecciosas em toda a comunidade, uma vez que a transmissão é diminuída;
  • Diminuição do número de internações;
  • Redução de gastos com medicamentos;
  • Redução da mortandade;
  • Erradicação de doenças.

As vacinas podem erradicar doenças?

Ao vacinar a população, diminuímos a incidência de determinada doença. A medida que toda a população vai sendo vacinada, os índices caem até que nenhum caso seja mais registrado, pois toda a população está protegida.

Por mais que pareça difícil, a imunização tem dado resultados positivos no Brasil e no mundo. Em nosso país, já ocorreu a erradicação da poliomielite e da varíola graças à utilização de vacinas. Além disso, segundo a Fundação Oswaldo Cruz, ocorreu a eliminação da circulação do vírus autóctone do sarampo em 2000 e da rubéola desde 2009. Outras doenças também tiveram seus casos reduzidos, como é o caso do tétano neonatal.

As vacinas podem causar efeitos adversos?

Não é comum acontecer, mas pode. São raros os casos considerados graves e não existe nada mais recomendável do que as vacinas. Alguns efeitos colaterais mais comuns são:

  • Dor no braço
  • Vermelhidão e inchaço no local em que a vacina foi aplicada
  • Febre
  • Mal-estar

Em alguns casos, dependendo do tipo da vacina, é possível apresentar sintomas parecidos com os da própria doença. Isso acontece pelo fato de a vacina ter em sua composição um vírus enfraquecido, mas incapaz de transmitir a enfermidade. Em casos mais extremos e raros de acontecer, pode causar choque anafilático. Não existe nada mais eficaz em saúde do que imunização. Por isso, a vacinação é a melhor opção.

Mas um ponto importante sobre as vacinas: elas não fazem “milagres” e não garantem imunização completa. Praticamente nenhuma tem 100% de eficácia para todas as idades. O grande objetivo das vacinas é deixar a população protegida contra determinadas doenças ou diminuir o risco de doença natural e, consequentemente, mais grave.

A vacinação não erradica a chance de contrair a doença em 100%. Cada uma tem um potencial de proteção diferenciado.

Veja 4 mitos e verdades sobre a vacinação:

  • As doenças evitáveis por vacinas estão quase erradicadas em meu país, por isso não preciso me vacinar?

MITO.  Embora as doenças evitáveis por vacinação tenham se tornado raras em muitos países, os agentes infecciosos que as causam continuam em circulação em algumas partes do mundo. Em um mundo altamente interligado, esses agentes podem atravessar barreiras geográficas e infectar qualquer pessoa que não esteja protegida.

  • Há efeitos colaterais da vacinação em bebês e crianças?

VERDADE. Como já citamos, as vacinas, assim como qualquer medicamento, apesar de serem muito seguras, podem, em raras ocasiões, causar eventos adversos, que podem ocorrer em qualquer idade. Mas os benefícios da imunização são muito maiores que os riscos dessas reações.

  • Doenças infantis evitáveis por vacinas são apenas infelizes fatos da vida?

MITO. As doenças evitáveis por vacinas não são “fatos da vida”. A vacinação é uma medida que vem sendo adotada pelos países há muitos anos e tem sido responsável pelo controle, eliminação e erradicação de várias enfermidades, como sarampo, poliomielite, varíola e rubéola. Essas doenças podem levar a complicações graves em crianças e adultos, incluindo sequelas irreversíveis e óbito.

  • A vacinação infantil é importante?

VERDADE. Quanto mais cedo for iniciada a vacinação na infância, mais cedo as crianças ficarão protegidas. As crianças pequenas são as mais suscetíveis às doenças, uma vez que suas defesas imunológicas ainda não bem formadas.

Sabendo da importância da vacinação e da prevenção de doenças por meio dela, nós do Salus, agora temos preços acessíveis também para vacinas, confira a lista de vacinas disponíveis:

  • Dengue
  • Heamóphilus B
  • Hepatite A (Infantil)
  • Hepatite A + B
  • Hepatite B (Adulto)
  • Hepatite B (Infantil)
  • Hexavalente (Difteria, tétano, coqueluche, haemóphilus B, pólio, Hepatite B)
  • HPV ou Gardasil
  • Meningo ACWY GSK (Meningite grupo A, C, W-13 e Y)
  • Meningo B
  • Meningo C
  • Pneumococcica 23 (Meningite, pneumonia, otite, sinusite)
  • Prevenar ou P13 (Meningite, sepse, pneumonia, otite)
  • Rotavirus (Pentavalente)
  • Triplice Viral (Sarampo, caxumba e rubéola)

Precisa colocar o cartão de vacina em dia? Baixe nosso app, confira os valores e agende sua vacina!

Sem comentários.